O que é DeFi?

Você já deve ter ouvido falar sobre o termo DeFi por aí no mercado de criptomoedas, ao menos uma vez. Até mesmo o nome do token Light DeFi(LIGHT) carrega essa palavra tão importante, não é mesmo?

 Mas, afinal o que é DeFi?

Neste artigo vamos te explicar esse conceito inovador que revolucionou o mercado de criptomoedas recentemente, além de ser responsável por praticamente dar vida a Light DeFi, confira.

A sigla DeFi é a abreviação para o termo Decentralized Finance, ou ainda, Finanças Descentralizadas em sua tradução do inglês. Esse termo ganhou popularidade nos últimos dois anos por representar soluções financeiras para diversos produtos e serviços, que até então não eram oferecidos amplamente no mercado de criptomoedas.

De empréstimos de valores à custódia de ativos digitais, as aplicações DeFi podem ser resumidas como um verdadeiro elo entre o mercado de criptomoedas e produtos e serviços populares no mercado financeiro tradicional.

Através de contratos inteligentes, geralmente os projetos DeFi são desenvolvidos em redes blockchain de outras criptomoedas, como a Ethereum, por exemplo. Com um mercado avaliado atualmente em US$ 123 bilhões, a Uniswap (UNI) é o principal token DeFi que existe. No caso da Light DeFi (LIGHT), o token foi desenvolvido através da rede Binance Smart Chain (BSC).

Contratos inteligentes

Uma das principais características de projetos DeFi está ligada ao tipo de protocolo que esses aplicativos utilizam para a verificação de transações no mercado, os contratos inteligentes.

Conhecidos também smart contracts, os projetos DeFi operam de forma independente e sem a necessidade de intermediários para concluir transações através da tecnologia blockchain.

Usando contratos inteligentes auto executáveis, os aplicativos DeFi permitem a criação de acordos via blockchain com condições que só existem naquela negociação. Dessa forma, as transações através de smart contracts tendem a ser mais rápidas e com menor custo.

Tipos de aplicativos DeFi

Existem cinco tipos de projetos DeFi que são considerados os principais do mercado de criptomoedas, embora prevaleçam inúmeros conceitos e classificações para esses aplicativos.

Exchanges descentralizadas, também conhecidas pela sigla DEX, representam o tipo mais famoso de aplicativos DeFi que existem atualmente no mercado. Em busca de descentralizar completamente o mercado de criptomoedas, algumas plataformas DeFi desenvolveram exchanges DEX, onde usuários negociam criptomoedas sem intermediários, a UniSwap, por exemplo, é uma DEX, assim como a PancakeSwap.

Além de exchanges DEX, as stablecoins são consideradas outro tipo de projeto DeFi popular no mercado. Classificada como sendo uma criptomoeda com preço atrelado a outro ativo, como o dólar e o real, stablecoins como a Terra (LUNA) movimentam mais de US$ 1,4 bilhão diariamente.

Outro tipo de DeFi famoso no mercado de criptomoedas são as plataformas de empréstimos. Utilizando contratos inteligentes, plataformas como a Rispar emprestam criptomoedas entre os usuários.

Além de contratos inteligentes, a interoperabilidade entre redes blockchain é outra importante característica de projetos classificados como DeFi. Dessa forma, o ‘Bitcoin embrulhado (WBTC)”, ou Wrapped BTC, é outro projeto famoso nesse mercado.

Embora o BTC não possa ser negociado em outras redes blockchain, o WBTC é aceito em redes como a Ethereum. Através dessa criação “embrulhada” do Bitcoin, a criptomoeda ganhou poderes DeFi.

De produtos bancários à Bolsa de Valores, os aplicativos DeFi provocaram uma verdadeira transformação no mercado de criptomoedas. Plataformas que atuam com produtos conhecidos como mercados de previsão, figuram também entre os principais projetos que existem no mercado de Finanças Descentralizadas.

Light DeFi (LIGHT)

Projetos de Finanças Descentralizadas são conhecidos por apresentarem uma solução envolvendo o mercado financeiro e a tecnologia blockchain. Pensando nisso, a Light DeFi (LIGHT) foi concebida no dia 8 de agosto de 2021.

A Light DeFi é um token que surgiu para revolucionar o mercado de criptomoedas descentralizado em busca de desenvolver uma fonte de energia renovável. Pensando em reduzir os problemas com a mineração de dados, o projeto pretende construir uma usina fotovoltaica utilizando energia solar.

Ao mesmo tempo em que terá uma fonte de energia renovável, a Light DeFi aposta em manter um processo de mineração com energia limpa, considerado pioneiro no mercado de criptomoedas.

Desenvolvida através da Binance Smart Chain, a Light DeFi pretende ser um dos maiores projetos DeFi do Brasil e do mundo. Além de apostar em contratos inteligentes, a LIGHT possui um programa de stake para manter a liquidez de transações na rede do token.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *